'O DESERTO DE MEDEIA' - 26|MAIO

SÁBADO 26 | MAIO

21h30 | PEQUENO AUDITÓRIO

M/12 | 90 MIN | 5€/3,5€

'O DESERTO DE MEDEIA'

UMA CRIAÇÃO NARRATIVENSAIO-AC

ENCENAÇÃO: LUÍSA PINTO | TEXTO: MARTA FREITAS

 

ticketline logo site tvr

 

‘O Deserto De Medeia’ interroga a condição de mulheres que matam os filhos, normalmente movidas de amor e ódio a um só tempo. ‘O Deserto de Medeia’ joga-se na hibridez entre a antiguidade e a contemporaneidade, transpondo barreiras entre o passado e o presente e estabelecendo um paralelismo entre a Medeia de Eurípedes e as Medeias de hoje.

Luísa Pinto reuniu histórias reais de mulheres que mataram os seus filhos. Confrontando-se com os inúmeros casos relacionados com o complexo de Medeia, decidiu levar à cena uma reflexão sobre o filicídio, crime que está longe de ser uma abominação exclusiva da antiguidade, mas que ocorre na actualidade, inundando noticiários e páginas de jornal. Marta Freitas escreveu um texto a partir das referidas histórias. Margarida Carvalho dá corpo ao drama singular de múltiplas mulheres, acompanhada por João Melo, um conjunto de jovens intérpretes e os músicos Rui David e Paulo Alexandre Jorge.

 

Texto: Marta Freitas

Encenação: Luísa Pinto

Interpretação: João Melo e Margarida Carvalho + Alunas do 11º ano da ACE Escola de Artes de Famalicão e intérpretes locais

Composição e interpretação musical: Paulo Alexandre Jorge e Rui David

Voz: Rui David

Cenografia e figurinos: Luísa Pinto

Execução de adereços: José Lopes

Desenho de luz: Bruno Santos

Apoio ao movimento: António Carvalho

Assistente de encenação: César Siqueira

Assistente de produção: Cláudia Pinto

 

Co-produção: Narrativensaio-AC / Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão / ACE Famalicão Escola de Artes

Apoio: ESAP/ CESAP