JANEIRO A MARÇO 2023

 

Primeiro trimestre de 2023:

Um programa diverso como a sociedade contemporânea

 

Folhear a agenda online:

https://issuu.com/teatrodevilareal/docs/tvr-jan-fev-mar-2023/1?ff=true

 

No primeiro trimestre de 2023 o Teatro de Vila Real continua a sua ambição (e missão) de apresentar um programa alargado e representativo de várias disciplinas e abordagens artísticas. Neste período, passam pelo Teatro artistas de renome nacional e internacional e artistas emergentes; instituições como o Teatro Nacional D. Maria II e criadores locais. É, de novo, um programa diverso como a sociedade contemporânea e que, com a sua multiplicidade de escolhas, promove a democratização no acesso à cultura.

É também um programa com uma aposta na formação e mediação de públicos e na inclusão, com espectáculos e acções que abordam temas socialmente relevantes e promovem a integração de pessoas com deficiência.

A mudança de ano no Teatro de Vila Real faz-se com o FAN – Festival de Ano Novo, que decorre entre 22 de Dezembro e 21 de Janeiro e apresenta sete concertos de música clássica ou erudita e clássica contemporânea. A abertura do programa em 2023 conta com a Orquestra de Sopros da Academia de Artes de Chaves, recentemente sagrada campeã do mundo numa competição nos Países Baixos. Segue-se um concerto com a pianista Inês Filipe e a Musicamerata que homenageia Olga Prats. A secção final do programa acolhe concertos de duas artistas em estreia absoluta em Portugal: a pianista turca Büşra Kayikçi e a dinamarquesa Ea Wim. Pelo meio, há lugar para “Clássicos Divertidos”, um concerto pedagógico para escolas com a Orquestra do Norte.

No final de Janeiro e início de Fevereiro o Teatro de Vila Real acolhe três acções do projecto Odisseia Nacional, uma digressão do Teatro Nacional D. Maria II pelo território português. Além da criação de um espectáculo em residência artística a partir de práticas colaborativas e das identidades locais e da concepção e realização de visitas escolares encenadas ao TVR, o TNDMII apresenta ainda para o grande público a peça “Casa Portuguesa”.

Na área do teatro, foram agendadas mais dez produções, quatro delas para públicos infanto-juvenis. Uma referência para a vinda do actor brasileiro Miguel Falabella com a comédia “A Mentira” e para outras duas criações que integram mais uma edição do Vinte e Sete – Festival de Teatro: “Entrelinhas”, de Tiago Rodrigues e Tonan Quito, e “Os Mosqu3teiros”, da Este – Estação Teatral. Uma referência ainda nesta área artística para a primeira Conversa de Bastidores de 2023 que tem como convidada a actriz e encenadora Sara Barros Leitão.

O trimestre acolhe outras músicas. Além do Boreal – Festival de Inverno estão agendados concertos dos The Gift, de Joana Gama e do projecto vila-realense L Pertués com a Orquestra do Conservatório de Vila Real.

Há ainda cinema (com curtas-metragens e dois filmes portugueses e um iraniano) e dança, com o espectáculo “Mama”, de Mafalda Deville.

Uma última nota para as actividades de Serviço Educativo / Mediação de Públicos, com mais de uma dúzia de iniciativas, entre visitas encenadas, trabalho com a comunidade, espectáculos de vários géneros e para vários escalões etários – da primeira infância à idade adulta – e conversas de descodificação.

 

capa agenda 78 2