AGENDA OUTUBRO, NOVEMBRO E DEZEMBRO | 2018

4.º TRIMESTRE | 2018

   

PROGRAMAÇÃO PARA OS MESES DE OUTUBRO A DEZEMBRO

Conheça as propostas folheando a agenda online: https://issuu.com/teatrodevilareal/docs/tvr_agenda_out_nov_dez_2018/1?ff=true

 

No último trimestre do ano são apresentadas 11 peças de teatro ou performances, 24 sessões de cinema, 19 concertos e um recital, que traz de novo o actor Ruy de Carvalho ao Teatro que ajudou a inaugurar há uma década e meia.

O trimestre abre com a 15.ª edição do Festival Internacional Douro Jazz, que tem no trio Laginha/Argüelles/Norbakken e nos ingleses Get The Blessing dois momentos de destaque de um cartaz que não deixa ninguém indiferente.

O Ponto de Guitarra apresenta 4 concertos ao longo do trimestre, com Eduardo Isaac, uma referência mundial, na abertura.

Carolina Deslandes, Dead Combo, The Twist Connection, Ditch Days, Jerónimo, Joana Serrat e Whales asseguram outras notas musicais, além da Banda da Armada, que actuará no dia em que se assinalam cem anos da morte de Carvalho Araújo.

O cinema está organizado em quatro ciclos: além do Shortcutz Vila Real, decorrem em Novembro a 2.ª edição do FIIN – Festival Internacional de Imagem de Natureza e uma extensão do DocLisboa, em parceria com a UTAD, e, em Dezembro, um ciclo dedicado à filmografia duriense de Manoel de Oliveira, com curadoria da Fundação de Serralves. O Douro é ainda abordado no filme ‘Setembro a Vida Inteira’.

Nos domínios do teatro ou da performance há três estreias absolutas, co-produzidas pelo Teatro de Vila Real: ‘Clarão’, da Circolando, ‘Anjo’, de Ángel Frágua, e ‘Pas de Deux’, a estreia do TEN – Teatro Experimental do Nordeste.

Três clássicos da dramaturgia universal sobem ao palco em versões particulares dos Artistas Unidos (‘Do Alto da Ponte’, de Arthur Miller), da Companhia de Teatro de Sintra (‘Endgame’, de Beckett) e de João Garcia Miguel (‘Medeia’, a partir de Eurípides, que traz a Vila Real pela segunda vez no trimestre o pianista Mário Laginha).

O público infanto-juvenil tem vários momentos ao longo deste período, da música ao teatro, passando pelo cinema e pelas possibilidades de formação. 
De resto, são vários os workshops a decorrer, em diferentes áreas e para diferentes escalões etários, começando logo pelo Douro Jazz, em cujo concerto de encerramento podem participar músicos da região, após uma formação de três dias com os Phantom Trio.